Visitantes da tia Val

sábado, 24 de janeiro de 2015

Como se livrar de gente chata?


Elas estão por todo lugar: Em casa, no trabalho, no trânsito, na igreja e nas redes sociais. Gente chata parece aquelas pragas ou ervas daninhas que se multiplicam e fogem do nosso controle. Pior ainda é quando pessoas legais se tornam chatas de repente, isso é o fim! Onde se esconder? Como se livrar de gente chata? Existe um antídoto?

Dia desses estava no trabalho - onde, infelizmente, está a maior concentração de gente chata da minha vida - tentando me concentrar numa tarefa que exige bastante atenção por envolver valores devidos pelos usuários àquele Órgão Público, quando aparece um deles para conversar sobre futebol com uma outra chata. E, para piorar a situação, trata-se de uma pessoa chata, espaçosa e com problemas de fala: Fala demais, fala alto e extremamente embolado, do tipo que, se eu quiser prestar atenção ao que fala ( o que não é o caso), teria que fazer um esforço maior que o normal para entender o que diz, mas enfim... lá estava ele gritando suas chatices pela sala e tirando minha concentração nos cálculos.

Geralmente quando isso acontece, eu paro o que estou fazendo para evitar erros. Daí vou mexer no celular, passear no caixa eletrônico ou fazer o que faço com mais prazer: Comer. E só volto a trabalhar quando o infeliz já foi embora da sala. Se fosse só isso, tudo bem... só que assim que ele sai, a minha chefe, que também não gosta dele, resolve parar do meu lado para falar mal do infeliz que acabou de sair. My God! Tem certeza que eu mereço isso? Então a gente arruma mais uma desculpa para voar e sair de perto de gente chata que reclama de tudo e de todos.

E nisso o dia vai passando. E só para encerrar, no final do expediente ainda sou obrigada a ouvir que não terminei todo meu trabalho. Por que será, hein? Chega a dar vontade de responder: "Meu serviço não rende porque tem muita gente chata nesse lugar!" Mas quem é que vai entender um surto repentino desses?  Por isso a pergunta persiste: Como se livrar? Qual a fórmula???

Coincidentemente, li algo parecido no blog da Thaís, o Fazer o que? e um dos posts ela cogitou a possibilidade de trabalhar usando headphones e eu quase pensei em cogitar a mesma coisa, mas daí pensei que se fizesse isso, chamaria ainda mais atenção dentro do cartório e atrairia mais gente chata com a pergunta: Por que está usando isso, Val? Aghhhh melhor não.

4 comentários:

  1. kkkkkkkkkkkkkk amey seu post, agora com esse negócio do google plus, não consigo mais acessar seu blogue pela repartição. reconsiderei os headphones, acho que seriam ostensivos mesmo, ainda mais que eventualmente atendo ao público, então acho que usarei discretinhos mesmo, para ver se me dão um ar. nem penso em ligar música, o fone é pra intimidar mesmo! kkkkkkkkkkk beijos

    ResponderExcluir
  2. Trabalho com fone de ouvido... e lhe digo com o tempo o povo ja acostuma com vc com eles e eles param de dar isolamento procurado.

    ResponderExcluir
  3. Oi Valquíria! Como está?
    Penso que a chatice de algumas pessoas não passa de gritos de socorro, de um "me ajude, pelo amor de Deus", porque elas não sabem se livrar de muitos problemas que as afligem. Se observarmos bem de perto e dermos um pouco de atenção, elas vão entender que podem ter em nós aquilo que elas não encontram facilmente. Depois, é conduzir e fazer com que elas escolham saídas para sua vida chata. Muitas não fazem por mal, mas outras parecem que nasceram com essa função ligada nos 220 volt. Aí então também quero distância.
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  4. Valquíria, uma coisa que aprendi qdo meus filhos eram pequenos, foi dividir minha atenção, focar mesmo, sem que nada ao redor me atrapalhe.
    Assim: filhos pequenos brincam, gritam, riem, e como mãe tinha que ficar por perto e também querendo assistir TV. Então aprendi a desligar do mundo ao meu redor e focar somente no que eu tinha interesse.
    Não é fácil, mas é possível.
    No meu trabalho também fazia isso. É tipo um treino... Dá certo!
    Talvez se vc se acostumasse a ouvir música, em casa mesmo e fazer outra coisa junto, tipo ler, sem que um interfira no outro, pode funcionar.
    Boa sorte!
    Acho um desperdício a gente ficar nervosa com o que não temos controle.
    Eles não vão mudar a chatice, então a gente que tem que se virar, não é?
    Beijos e muito obrigada por sua visita carinhosa em meu blog.

    ResponderExcluir

Que bom que você leu o post até o final, sinal de que não era tão chato assim, neh? Seu comentário é muito importante para mim, não saia sem deixar um Oi, para eu saber quem veio me visitar. Sempre que posso, retribuo as visitas. Bjokas da Val!

Ocorreu um erro neste gadget

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...